Causa

 

Os doentes experienciam dor por diversas razões. Esta pode ser causada, por ex., por procedimentos cirúrgicos, artrose, degeneração articular, ossos ou nervos, tumores ou sobrecarga muscular.

As razões mais frequentes que levam os doentes a sofrer de dor crónica são a osteoartrose, a dorsalgia e a dor relacionada com o cancro.

 

Osteoartrose
A osteoartrose é a mais prevalente de todas as doenças articulares crónicas, perfazendo metade de todas as formas de artrose; sendo uma das razões mais comuns para a utilização de uma terapêutica analgésica. A dor aguda associada à fase mais precoce da osteoartrose tende frequentemente a atenuar-se durante o primeiro ano do seu aparecimento, mas pode retornar e tornar-se crónica caso se verifique sobrecarga da articulação afectada.

 

 

Dorsalgia
A dorsalgia não constitui, por si só, uma doença, mas sim o sintoma de múltiplos e diferentes tipos de doenças subjacentes. As causas da dorsalgia são, entre outras, a osteoartrose, a osteoporose, as hérnias discais ou as distensões musculares. Em muitos casos, não é possível diagnosticar, com rigor, a causa real da dorsalgia. O diagnóstico preciso da dorsalgia é difícil de estabelecer devido à existência de diversos sintomas. A dorsalgia pode apresentar simultaneamente características nociceptivas e neuropáticas.

 

Dor relacionada com o cancro
A dor relacionada com o cancro resulta do tratamento oncológico ou do próprio cancro. A dor relacionada com o cancro depende do tipo de cancro, do estadiamento da doença e do limiar da dor (tolerância à dor) do doente oncológico, resultando geralmente de compressão ou infiltração de órgãos ocos, tecidos moles, ossos ou nervos. Mas poderá também ser causada pelo tratamento ou pelos exames realizados para diagnóstico do cancro.

 

Tratamento da dor


Saiba mais sobre as diferentes opções para tratar a dor crónica.


Tratamento

 


Classificação da Dor


acordo com

Duração

Patogénese

Localização

 


EFIC